terça-feira, 12 de abril de 2016

Saindo do Armário de Vassouras


No caso de muitos praticantes, a Wicca é algo que vai se integrando aos poucos à vida diária. O termo "converte-se" parece estranho, pois dá a impressão de que essa mudança acontece da noite para o dia. No meu caso em particular, o processo de deixar para trás o meu caminha espiritual anterior e me aproximar da Wicca foi algo mais suave e sutil. EU mal notei a transição, porque ele foi muito natural. Depois dessa mudança, questões decisivas vieram à tona. Eu comecei a me perguntar: devo contar a alguém sobre a escolha que eu fiz? Com quem poderei conversar sobre isso e será que essa pessoa me entenderá? Esse é um desafio que todo bruxo tem de enfrentar: contar sobre o seu novo credo.
É importante perceber que, pelo fato de a Wicca não ser muito conhecida, os membros da família do wiccano podem nem sequer saber de sua existência. Uma parte da sua responsabilidade, portanto, é saber definir o caminho wiccano e as suas práticas. A seguir , eu mostrarei como e quando você deve contar sobre o seu credo para as pessoas que amam.
"Armário" é um termo usado metaforicamente para designar uma parte da sua vida que você mantém em segredo. Quando políticos têm um esqueleto no armário, isso significa que guardam um segredo não muito agradável. Esse termo também se aplica a uma preferência sexual não assumida.
Evitar a questão sobre sair ou não do armário só serve para aumentar a sua ansiedade. Se você enfrentá-la de frente e tentar chegar à causa dos seus medos, as suas chances são melhores. Se procurar compreender a situação de modo mais abrangente, você se sentirá mais forte e terá uma ideia mais clara das opções que tem.

Circunstâncias e ambientes.

http://3.bp.blogspot.com/-Sc5B3uKq1OI/Up94dgbf0hI/AAAAAAAANw8/FFWA-7yLQJk/s400/Embora os wiccanos estejam unidos pela fé, a vida e as circunstâncias de cada praticante variam muito. Alguns têm família e amigos liberais e de mente aberta, enquanto outros vivem cercados de pessoas conservadoras e religiosas, nossa natureza humana nutre desejo de ser aceita pelas pessoas próximas. Isso pode nos deixar com receio de contar sobre o nosso novo caminho espiritual. É perfeitamente aceitável e compreensível que você tenha medo de não ser compreendido ou de ser rejeitado ou condenado ao ostracismo.
O truque para evitar mal-entendidos é escolher as palavras certas para definir a Wicca. Os mal-entendidos também podem ser desfeitos com um e-mail ou telefonema rápido. O medo da rejeição é natural. Se um amigo o deixar de lado porque você é wiccano, isso só vai mostrar que ele não valoriza a sua companhia. O que você quer não é se cercar de pessoas que se importem com você e que aceitem todas as suas falhas, diferenças e peculiaridades? Por definição, amigo e aqueles que podemos confiar, com quem podemos contar e que acredita em nós nos bons e nos maus momentos.
 Ás vezes as pessoas ridicularizam aquilo que não compreendem. Ser deixado de lado, ser espezinhado ou virar alvo de piadas nunca é agradável e pode ser especialmente difícil no ambiente escolar. Eu tenho colegas de escola que gozam da minha cara porque sou wiccana, um cara um dia me pediu para provar que eu tinha "poderes mágicos" transformando-o num sapo. Embora essa espécie de brincadeira não seja tão ofensiva, as pessoas podem dizer coisas muito piores por pura implicância. A melhor coisa para combater esse tipo de comportamento é ser um bom exemplo. Se você leve Wicca a sério, as outras pessoas tenderão a fazer o mesmo.

As suas Opções

Certas variáveis influenciam os wiccanos adolescentes na hora de decidir se querem sair ou não do armário de vassouras. A lista a seguir relaciona algumas vantagens com relação a esse assunto tão relevante.

As vantagens de sair do armário

■ Oportunidade de expressar a sua religiosidade usando pantáculos em público, por exemplo;
■ Poder ler livros sobre Wicca sem ter de escondê-los.
■ Ter a chance de montar um altar para reverenciar os poderes superiores e para fazer trabalhos de magia.
■ Poder encontrar outros wiccanos da sua região e conversar com eles.
■ Não precisar mentir ou manter segredos.

http://i1.ytimg.com/vi/v915UPAv8q0/

As vantagens de ficar no armário

■ Resguardar-se tanto do ponto de vista emocional quanto físico.
■ Não ter que se preocupar com o risco de ser rejeitado pela família ou pelos amigos.
■ Ter algum tempo para aprender mais sobre a Wicca antes de sair do armário.
■ Não colocar seu emprego em risco - se você for contratada como babá por uma família muito religiosa, por exemplo, poderá causar uma reação negativa caso conte a respeito das suas crenças.
■ Continuar sendo tratada normalmente pelos professores ou colegas na escola.
■ Evitar constrangimento ou brigas no ambiente doméstico.

Opções e métodos


http://1.bp.blogspot.com/-nms0wnofo7Q/TsvmpoKpYEI/AAAAAAAACHs/QB0tBORZY3k/s1600/A decisão de sair do armário não tem volta, por isso pense muito bem se você quer realmente contar sobre o seu caminho espiritual. Existem boas razões para você sair do armário, mas algumas delas podem acabar voltando para assombrar você. Por exemplo, se usar a Wicca como uma tática de intimidação ou como um ato infantil de rebeldia, isso ficará completamente óbvio para as pessoas á sua volta. Do mesmo modo, se usar esse belo caminho espiritual para prejudicar ou causar estragos, estará não só cometendo um desrespeito contra si mesmo, mas também contra a religião. Eu sei que muitos adolescentes wiccanos são sinceros e respeitosos, portanto, vamos provar que isso é verdade. Se você resolver sair do armário. Faça isso pelas razões certas.
Além disso, é preciso deixar claro que, se você está se sentindo pressionado por outra pessoa ou tem uma sensação estranha de que tem a obrigação de revelar as suas crenças, você não está sendo sincero. Nós temos livre-arbítrio, a capacidade de tomar nossas próprias decisões e fazer o que é melhor para nós. Tire ventagens disso, ouça a sua intuição e siga o seu coração!
A preparação para sair do armário é tão importante quanto a própria decisão de sair. Na verdade, você está criando um plano de ação. A primeiro parte do seu plano é a pesquisa. Tomar conhecimento dos fatos para que você saiba o que vai falar. Qual a origem da Wicca? Em que os wiccanos acreditam? Como eu sei que você vai querer estar bem informado e falar com fluência sobre esse importante tópico de discussão, primeiro procure conhecer os fatos. Se fizer uma pesquisa antes, você parecerá mais confiante e será capaz de responder ás perguntas com mais facilidade.

Exercício de preparação

Procure prever as perguntas que a sua família e os seus amigos farão e anote-as numa folha de papel. Usando suas próprias palavras, anote as respostas no verso. Se houver alguma pergunta difícil ou que você não saiba muito bem como responder, consulte alguns livros sobre Wicca ou faça uma pesquisa na internet. Use essas informações como se estivesse estudando para uma prova.
 O próxima passo é refletir cuidadosamente a respeito de primeiras pessoas para as quais você gostaria de contar a respeito de suas crenças. Um amigo em quem você confiar é um excelente ponto de partida, principalmente porque vocês se conhecem bem e provavelmente têm a mesma idade. Em geral é mais fácil contar a um amigo algo que você teria receio de contar á sua mãe ou ao seu pai. Conte com os amigos mais íntimos na hora de sair do armário.
Isso pode tornar as coisas bem mais fáceis.
 Quando você se sentir preparado, procure um local apropriado, de preferência onde possa ter certa privacidade, e um momento em que você e seus amigos estejam de cabeça fresca. Por exemplo, um fim de semana divertido em que estejam passeando num parque pode ser uma ocasião mais propícia do que no intervalo das aulas. Seja sincero e direto. Diga que você quer falar sobre algo que está preso na sua garganta e espera que eles escutem de mente aberta. Eis a seguir algumas frases que você poderia usar.

Imagem intitulada 155016 5

Ultimamente tenho estudado sobre uma religião chamada Wicca...
Eu acho que a Wicca é um bom caminho espiritual para mim porque...
Existe alguns estereótipos malucos por aí, mas a Wicca, na verdade, é...
Eu sei que vocês podem estar confusos, então podem me fazer qualquer pergunta que quiserem...

Procure não sobrecarregar seus amigos com detalhes demais. Você pode contar o resto mais tarde e aos poucos. Como os wiccanos não fazem proselitismo, quer dizer, não tentam converter ninguém, deixe que eles saibam que essa é a escolha que você fez, mas que a sua intenção não é fazer com que eles também sejam wiccanos.
Depois que você já tiver dado esse passo corajoso e contado ao seu amigo mais próximo, passe um dia refletindo sobre a experiência antes de contar a outras pessoas. Dê a si mesmo algum tempo para digerir o encontro. Procure conhecer as dúvidas que o seu amigo tem e como você vai respondê-las.
Existem outros métodos para sair do armário que não envolvem a comunicação direta. Um telefonema proporciona a proximidade necessária, sem dar a sensação de que vocês estão distantes demais. Um e-mail, por outro lado, provavelmente não dará os mesmo resultados, especialmente porque não á contato entre vocês e é impossível imprimir um tom pessoal ou carinhoso ao texto.

Embora o método do e-mail possa funcionar para alguns, principalmente para os wiccanos mais tímidos ou nervosos, é preciso lembrar que ele pode ser lido por mais pessoas do que você previra inicialmente. Expressar suas crenças por escrito pode ser o mesmo que expressar suas crenças pessoais para qualquer um que ler esse e-mail.
Mesmo depois de um preparação cuidadosa e da escolha do método que usará para contar aos pais sobre a Wicca, essa não deixa de ser uma das tarefas mais difíceis dos jovens wiccanos, Quando eu revelei à minha mãe sobre o meu interesse na Wicca, ela fez muitas perguntas, mas reagiu bem. No entanto, eu compreendo que a decisão de sair do armário possa ser uma tarefa desanimadora, pois falei com muitos adolescentes pela internet e fiquei sabendo que os pais podem ter as reações das mais variadas, tanto boas quanto ruins, Um dos temas mais constantes entre os adolescentes cujos pais se mostraram mais tolerantes e respeitosos é a atitude do adolescente durante a conversa. Brigar ou levantar a voz são atitudes que só pioram ainda mais a situação. Faça o possível para manter a calma e mostre que a conversa pode seguir num tom cordial.

Depois de sair do armário

Depois de contar á família e aos amigos que você é wiccano, você pode sentir uma certa tensão ou constrangimento no ar. Os diálogos constantes e o tempo são as melhores maneiras de superar esses momentos desagradáveis. Dês às pessoas que você ama mutas oportunidades para fazer perguntas e ouça as suas preocupações. Mostre a elas que você continua sendo a pessoas incrível que sempre foi e é provável que você possa começar a praticar Wicca sem tanto segredo,
Existem muitas salas de bate-papo para wiccanos adolescentes na internet. Essas comunidades on-line podem ser uma valiosa fonte de apoio. Faça uma pesquisa nos buscadores como o Yahoo ou o Google usando termos como bate-papo Wicca adolescentes ou grupo Wicca para adolescentes. É bem reconfortante perceber que você não está sozinho e que existe outras pessoas na mesmo situação.

https://lh3.googleusercontent.com/proxy/

Depois que estiver "fora do armário", é importante observar que outros wiccanos podem não ser capazes ou não ter condições de fazer a mesma coisa. Se um amigo seu é um wiccano "enrustido", procure fazer o possível para lhe dar apoio, sejam quais forem as decisões que ele tomar. Ás vezes precisamos respeitar os outros mesmo quando discordamos de seus escolhas, Além disso, você não pode prever o que faria no lugar do seu amigo, nem conhecer todos os detalhes da vida dele.
Religião é um assunto delicado. Se um dos seus pais ou um amigo não conseguir se acostumar com a ideia de que você é wiccano, não há nada de errado em aceitar a opinião dessa pessoa e evitar falar no assunto quando ele estiver por perto. Com a devida preparação e a abordagem certa, a sua "saída do armário" provavelmente será uma experiencia positiva de crescimento.

http://4.bp.blogspot.com/-Fes7L97I0mU/UrRY2mukYRI/AAAAAAAADAs/T3SR8WyQkow/s1600/

▬ Extraído e adaptado de Confissões de uma Bruxa Adolescente, Gwinwvere Rain, Ed. Pensamento.
Almanaque Wicca 2016.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Obrigada por estar comentando, seu comentário é muito importante.

• Por favor, não faça propagandas nos comentários, se o fizer, seu comentário será excluído.
• Deixo o link do seu blog no final do comentário.
• Não desrespeite ninguém.
• Todos serão respondidos e visitados.


Muito obrigada por visitar o Apatia e Lobos. ♥

Licença Creative Commons
Apatia & Lobos de Andria Von Keller está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://apatiaelobos.blogspot.com.br/p/em-caso-de-duvidas-criticas-sugestao.html.